InícioAraripina em FocoPopulares bloqueiam BR-316 em disputa por apartamentos da Caixa

Populares bloqueiam BR-316 em disputa por apartamentos da Caixa

Via e-mail, a comunicação da
Caixa Econômica Federal, enviou nota onde esclarece sobre as ações de
desapropriação no residencial. Leia abaixo a nota na íntegra:
Com relação aos Residenciais
do programa Minha Casa Minha Vida invadidos, em Teresina, a Caixa Econômica
Federal informa que entrou com pedido de reintegração de posse das unidades. A
Justiça Federal acatou o pedido e a reintegração de posse está sendo cumprida
pelas autoridades competentes. Essa medida tem objetivo de garantir o direito
dos reais beneficiários selecionados pelo programa. A CAIXA ressalta que, após
a retomada dos empreendimentos, as unidades serão vistoriadas e direcionadas às
famílias devidamente selecionadas pela poder público, de acordo com as regras
do programa.
Atenciosamente
Assessoria de Imprensa da
CAIXA
Atualizada às 12h10
Em contato com a assessoria
de comunicação da Caixa Econômica Federal, em Teresina, a informação obtida
seria de que os apartamentos fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida, do
Governo Federal. A assessoria não se posicionou oficialmente e disse que está
preparando um material para encaminhar aos veículos de comunicação.
Atualizada às 11h30
O delegado da Polícia Federal,
Alex Raniere, destacou que as ações estão sendo feitas em regime de urgência.
Segundo ele, a determinação foi de que os moradores teriam até 10 dias para
desapropriarem as residências. “Estamos dando um prazo para eles deixarem as
casas de forma voluntária. Caso contrário teremos de mobilizar a polícia para
que realize esse trabalho”, disse em entrevista à TV Meio Norte.
O diretor do setor de
segurança patrimonial da Eletrobras, Carlos Petrônio, disse também que a
empresa tem agido a partir da determinação da PF. “Recebemos a denúncia da
polícia e da Caixa Econômica de que no local haviam diversas ligações
clandestinas. Acionamos a Polícia Militar para nos acompanhassem e estamos aqui
com 30 funcionários para realizam o corte dessas ligações”, afirmou.
Atualizada às 11h15
De acordo com a Polícia
Militar, uma mulher foi autuada por ter agredido um PM durante as tentativas de
apaziguar a situação. A mesma foi encaminhada para a Central de Flagrantes. O
inspetor Fabrício Loiola, da PRF, informou que a BR segue bloqueada por tempo
indeterminado. “Bloqueio total nos dois sentidos da BR-316″, relatou.

A tenente coronel Júlia Beatriz,
comandante de gerenciamento de crise da Polícia Militar, disse ao O Olho que
cerca de 1000 apartamentos do residencial Torquato Neto, localizado na zona Sul
de Teresina, foram ocupados irregularmente.
A Polícia Militar e Oficiais
de Justiça estão notificando os ocupantes. “Após essa notificação, os invasores
terão dez dias para desocuparem os apartamentos”, explica a tenente coronel.
Caso não obedeçam a ordem
judicial no prazo estipulado, a Polícia Militar vai iniciar a desapropriação
dos ocupantes e obrigá-los a sair das unidades habitacionais. “Alguns destes
moradores estão com os ânimos exaltados, mas estamos fazendo o que a justiça
determina”, acrescenta a tenente Júlia Beatriz.
A Eletrobras também está
participando da ação da polícia, fazendo o desligando das ligações elétricas
clandestinas dos apartamentos. As ocupações irregulares no residencial Torquato
Neto foram denunciadas à Justiça por meio da Caixa Econômica Federal,
responsável pelo empreendimento.
POPULARES BLOQUEIAM A BR-316
EM PROTESTO CONTRA DESAPROPRIAÇÃO
Um grupo de aproximadamente
150 pessoas interditou e ateou fogo em pneus na BR-316, no Portal da Alegria,
extremo Sul de Teresina.
Segundo apurou a reportagem
do O Olho, a confusão se deu após uma tentativa de reintegração de posse em
apartamentos da Caixa Econômica, que estavam sendo ocupados por famílias sem
teto.
O residencial é composto por
32 blocos de apartamento, com quase 300 apartamentos residenciais. As casas que
estão construídas há mais de três anos ainda não possuem instalação elétrica e
hidráulica.
No local, equipes da Polícia
Federal, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Rodoviária Federal, Oficiais de
Justiça e representantes da Caixa Econômica Federal tentam conter os populares.
Ainda na tarde desta
terça-feira (19/05), uma equipe de reportagem da TV Cidade Verde conseguiu
flagrar o momento em que populares tentavam invadir casas e arrombaram algumas
portas.
(Foto: Coiote/O Olho)
Fonte: O Olho
Allyne Ribeirohttps://araripinaemfoco.com
Diretora de Edição e Redação de Jornalismo
RELACIONADOS