InícioAraripina em FocoPernambuco apresenta 256 casos confirmados de microcefalia

Pernambuco apresenta 256 casos confirmados de microcefalia


Pernambuco
possui 1.779 casos notificados de bebês com microcefalia, dos quais 256 foram
confirmados e 297 foram descartados depois da realização de exames de imagem. É
o que revela o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde do estado,
divulgado nesta terça-feira (15), referente ao período de 1º agosto de 2015 até
12 de março de 2016.
A relação do vírus da zika
com os casos de microcefalia foi encontrada em 69 bebês pelo Centro de Pesquisa
Aggeu Magalhães, da Fiocruz, que detectou o anticorpo IgM no líquido
cefalorraquidiano, mostrando que ocorreu exposição ao vírus. Após a realização
de 88 testes, 17 casos apresentaram um resultado negativo, enquanto dois seguem
inconclusivos.
Desde o início de dezembro
do ano passado, 3.053 casos de gestantes com manchas vermelhas na pele foram
notificados em 123 municípios do estado. Desse total, 17 mulheres apresentaram
a confirmação de microcefalia do bebê intraútero. De acordo com a Secretaria de
Saúde de Pernambuco, as manchas podem ser ocasionadas tanto pelas arboviroses (dengue,
chikungunya ou zika), quanto por rubéola, intoxicação, alergia ou alguma outra
virose. Elas também não são um indicativo de que a mulher terá um bebê com
microcefalia.
Pernambuco apresenta ainda
17 casos de bebês com suspeita de microcefalia que nasceram mortos e 16 que
vieram a óbito logo após o nascimento, mas nenhum dos casos teve a microcefalia
como causa básica de morte, segundo a secretaria.
Chikungunya, vírus da zika
e dengue


Neste ano, até o dia 12 de
março, Pernambuco notificou 10.880 casos suspeitos de chikungunya, dos quais
272 foram confirmados e 395 descartados. Também foram notificados no estado
5.766 casos suspeitos do vírus da zika, mas ainda não há confirmações neste
ano.
Com relação aos casos de
dengue, houve neste ano em Pernambuco a notificação de 37.702 casos da doença
em 182 cidades e a confirmação de 5.091 deles. A quantidade de notificações
aumentou 104,04%, comparando-se com o mesmo período do ano passado, quando
foram notificados 18.478 casos suspeitos e confirmados 9.384 desses.
Das 96 notificações de
óbitos suspeitos pelas arboviroses, um foi confirmado por chikungunya, no
Recife, em 21 de fevereiro deste ano. A vítima foi uma mulher de 88 anos que
estava internada em um hospital particular da capital pernambucana. No mesmo
período de 2015, foram notificados 12 óbitos suspeitos, sendo um confirmado por
dengue. (Fonte: G1 Petrolina)
Allyne Ribeirohttps://araripinaemfoco.com
Diretora de Edição e Redação de Jornalismo
RELACIONADOS